E agora, José?

(Valeu, Drummond!)


Neste momento, há 6.875.870.198 pessoas na Terra.
Milhares delas estão felizes agora. Planejando o casamento, se arrumando para a formatura, no cinema com os amigos. Muitas estão dando gargalhadas neste exato segundo. Celebrando o aniversário, começando um namoro. Fazendo brigadeiro na casa da melhor amiga.
Outras, estão acabando de acordar. Com aquela ressaca e muitas lembranças engraçadíssimas de ontem a noite. Dentre estas, algumas já estão até com o telefone no ouvido esperando o gatinho que elas conheceram atender.
Boa parte deste número está trabalhando. Viajando. Contando as horas para chegar em casa e ver que o filho mais novo aprendeu a andar. Que aquela calça serviu na esposa.
Mas devo lhes confessar uma coisa: a grande maioria chora. Lastima-se pela perda da avó, a nota baixa na prova de Geometria. A grande maioria está em prantos neste exato momento, com saudade do amigo que mudou de cidade, chateada com o ex-namorado chato que faz de tudo para atrapalhar o dia destes desafortunados.
E ainda lhes devo confessar mais!: já fiz parte desta maioria. Sim! E fui membra de carteirinha por muito, muito tempo do clube dos chorões. Tempo até demais!
Mas sabe uma coisa que amo na vida? A capacidade que ela tem de ser um mar de rosas quando nós sabemos bem o que queremos. Eu simplesmente adoro quando as coisas resolvem dar certo.
É tão engraçado. Tem hora que estamos com trinta mil problemas nas costas, e de repente aparece a pessoa certa no lugar certo e diz: "Oi". Aí vem uma brisa e carrega estas palavras simples junto com todos os tormentos que habitavam nossa cabeça.
Eu estava com tanta saudade disso! Sério!
Sentia tanta falta de sentir meu coração batendo rápido no peito, da barriga congelando. Havia tanto tempo que eu não sentia aquele medo tentador! Tanto tempo que não cantava sem motivo, que não tinha vontade de congelar o relógio naquele exato instante.
Neste momento, há 6.875.870.198 pessoas na Terra.
E elas se dividem em dois grupos: as que choram e as que riem.
E, graças a Deus (e mais a algumas outras pessoas), eu estou rindo muito. E espero que essa sensação continue para sempre.
Falando nisso, ainda cabe mais gente no clube das pessoas felizes. As únicas coisas que você precisa ter para entrar aqui são uma boa história pra contar e a certeza de que com um pouco de coragem e força de vontade, o mundo pode mudar.

(E agora, José? Parece que é só você na turma dos enfurecidos, hein?)

.

1 comentários:

  1. Muitas vezes depende de nós e nós nem sequer percebemos não é? E também sou chorona haha
    Vou seguir aqui
    Beijão

    ResponderExcluir

 
Explosão de vento © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects