Open Bar

Um blues baixo, saxofone acompanhando.

Era a terceira vez que estava ali. Gostara do lugar: não tinha pagode, cerveja e desarrumação. Era fino: whisky, piano e mesas de mármore.
Já havia muito tempo desde aquele dia em que insistia esquecer. Mas a melancolia por trás de seus olhos vermelhos e sua fala alterada não me enganava: sofria muito aquele senhor. Sim. Muito.
Tivera muitas namoradas depois do que ocorrera. Loiras, morenas, ruivas, altas, baixas, gordinhas, magérrimas... Todas elas tinham algo em comum: adoravam notas de cinquenta reais. De vez em quando pediam mais, mas acabavam recebendo isso mesmo.
Desde todo aquele incidente, a madrugada se tornara sua melhor amiga. Botequins se tornaram seus aposentos e vinho, seu café da manhã.
Mas eu o conhecia mais do que ninguém naquele bar. Sabia do que se passava em sua mente. A fumaça do charuto que acabara de começar a tragar embaçava a visão de todos, menos a minha: sofria muito aquele senhor. Sim. Muito.
Era famoso por conseguir ouvir o farfalhar de uma saia há léguas de distância. Sabia diferenciar de olhos fechados um Black Jack de um Jack Daniel's. Seria capaz de formular uma tese a respeito de Johnnie Walker.
Tinha cadastro VIP no bordel.
Eu o vigiava todas as noites. Mas hoje ele estava diferente. Pude afirmar: sofria muito aquele senhor. Sim. Muito.
Os bonitos rostos que se encontravam nos fundos dos copos de cristal que ele virava e os diversos aromas e tons diferentes de batom que sempre o rodeavam não significavam tanto assim: talvez algumas centenas de reais, nada mais. Não se importava com nada disso. O que ele queria, já não o queria mais: os olhos verdes, a pele macia. O calor do abraço. Calor que, após tanta procura, ele podia afirmar com certeza: havia apenas um no mundo.
O que ele queria, já não o queria mais.
Aquele homem era eu.
E eu posso afirmar com certeza: sofria muito aquele senhor. Sim. Muito.

4 comentários:

  1. Ah querida, eu adorei o texto. Retratou tao bem o que voce quis expressar. Usou de terceiras pessoas, para expor-se, o que é otimo e ainda assim por fim se revelou. Mostrou sentido e realismo a cada paragrafo. Foi otimo ler, obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Belo texto, muito gostoso de ler!
    É muito bom explorar outras realidades!

    beijos no coração!

    ResponderExcluir
  3. Eu é que agradeço, meninas!
    Muito obrigada pelo apoio e pelos elogios, significam muito para mim.
    Voltarei a acompanhar o blog de vocês o mais cedo possível!
    Beijo :*

    ResponderExcluir
  4. eu adoro quando venho aqui no seu blog *-*
    Coisa linda, adooorei a postagem!
    Parabeeens õ//

    amo voce ;*

    ResponderExcluir

 
Explosão de vento © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects