O grande mito do "felizes para sempre"

"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade."
Amo Drummond e não é de graça - ele faz por merecer. Excessos literários e purpurinas à parte (coisa rara de se ver por aqui, confesso), venho apresentar minha opinião sobre o grande fantasma do felizes para sempre que a sociedade nos enfia pela garganta e a gente acaba se deixando engolir.Então se prepare, porque lá vem.

Delete do pensamento a sensação de que amor só é de verdade quando se mistura com paixão e envolve duas pessoas. Não é assim. Aliás, esse tal amor carnal é uma das variações do Amor Maior (sim, em letra maiúscula!) e não, ele não é o segredo da felicidade.
Esqueça os filmes e os livros e a mídia e toda a ideia de que o futuro traz felicidade. Ele não traz. O para sempre também não é o segredo da felicidade. E devo mencionar que a gente visualiza essa história do que é eterno de maneira muito difusa, se querem saber. O grande (e exacerbadamente difundido pelas redes sociais) Caio Fernando de Abreu uma vez mencionou: "O infinito é nunca. Ou sempre". Façam uso de tal reflexão, por favor! O que atinge o infinito nem sempre é o que perdura por todos os tempos. O infinito é um instante que se perde e é reencontrado a cada momento de nossas vidas. Essa é a chave. Entenderam?
A gente tem a mania de adiar a felicidade para a semana seguinte, para quando subir de cargo no emprego, para quando ela ligar ou aquele show tão esperado chegar. Não funciona desse jeito. E se a semana seguinte não vier? Se a promoção no trabalho não chegar e ela nunca mais telefonar? E se o show for um fiasco e você se arrepender de ter gastado as economias no ingresso?
Agendar a felicidade para o que julgamos eterno e despachar as pequenas alegrias para o futuro é abrir portas para a mágoa entrar. E, meus queridos, acreditem: ela entra. A mágoa é uma daquelas visitas inconvenientes que chega cheia de verdades desagradáveis e custa a perceber que não é bem-vinda. Fuja dela!
Acreditar que a vida se completa com a presença de uma única pessoa em especial e dedicar todo seu tempo livre a ela é, além de desperdiçar todas as outras formas de amor, ter preguiça de mergulhar nas profundezas do seu eu interior. Não que encontrar o tal parceiro ideal não seja bom - longe disso! Ter um cúmplice é uma sensação maravilhosa e viciante. O que eu quero dizer é que existem milhões de formas, cheiros e cores dentro de você mesmo e por todo o mundo que merecem ser descobertas e amadas. Não gaste seu tempo (nem o Amor que existe aí dentro) admirando o que já lhe parece rotineiro e sem brilho.
Se queres encontrar o real e tão almejado paraíso da felicidade eterna, pense no fim. Não é pessimismo, é realidade. Pense no fim. Pense que suas células podem não querer acordar amanhã. Que os ossos podem fraquejar e os músculos podem não se mexer. Pode ser que ela telefone e pode ser que ela já tenha se esquecido do seu nome. Às vezes seu chefe anda passando por uma crise existencial e não tem percebido seu destaque na empresa. Talvez os quilos a mais que você adquiriu sejam reflexo de um feriado maravilhoso ao lado da família ou indício de uma grave doença que pode estar querendo tomar conta do seu corpo - procure um médico já!
A gente convive o tempo todo com a dualidade das coisas, mas acaba se esquecendo de pensar nisso quando vai refletir sobre como foi o dia ou o ano. Sentada numa mesa, há um tempo, durante a madrugada, ouvi dois gênios discutirem ao gole de um uísque barato. Um deles ressaltou: "Ser feliz de verdade é, antes de tudo, conhecer e entender a tristeza que é o minuto vazio".
Lembre-se: na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. É improvável que surpresas maravilhosas cheguem se você estiver dormindo ou muito ocupado em planejar qual será o próximo motivo para sorrir, mas é possível transformar facilmente o que lhe parece entediante e corriqueiro em festa.
Não se preocupe em ser feliz para sempre. Os motivos da felicidade chegam a todo instante, já disse! Preocupe-se em ser feliz hoje, ser feliz agora e, talvez mais importante do que isso: ocupe-se em fazer felizes as pessoas que te rodeiam. Alegria é uma via de mão dupla. Dica de pesquisa no dicionário: reciprocidade.


.

4 comentários:

  1. Em meio a tantos "Copy & Paste", de inspirações duvidosas e frágeis - chupadas de frases musicais traduzidas (mal) das "Top 10" americanas, teu texto foi uma aragem fresca num mormaço próprio para raciocínios duvidosos. Acertou o ponto. Parabéns.

    ResponderExcluir

 
Explosão de vento © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects