Let's have the time of our lives!

Querer é não se esvair de tentar.
Perdoar é não se findar de amar.
E amar, amar mesmo, é um incansável agradecer.
Pedir é o caminho que cega o agradecer, é o que cobre o realizar.
Pedir é o problema - o grande e abominável problema do mundo todo.
Solucionando, então. Obrigada. De verdade. Por terem feito dar certo, mesmo que indiretamente. Por ter sido bom, mesmo que completamente diferente. Por tudo e por nada - é sempre bom usar antítese.


E sabe qual é a mágica? O Sol nasce todo o dia. Brota do horizonte e logo após um beijo dá n'outra ponta para que tudo possa descansar - e acordar de novo. E se fazer o novo. Re-criar, re-estar.
É sempre vida nova e ela se faz todo dia.
Por que não realizar?, se estamos todos aqui, se somos todos agora?
Obrigada, mais uma vez. Valeu a pena. Cada estar de novo, cada passo a mais.
O único pedido, como válvula de escape de todos os abusos não-pedidos condensados: se for para acabar, se for para destruir, que  o faça exatamente como começou - perfeito.




Que 2012 brilhe, amém.

1 comentários:

  1. Francisco Fagundes6 de dezembro de 2011 10:58

    Excelente rexto, filha. Bem pensado, bem bolado, criativo, enxuto.
    Muito bom mesmo. Você me parece estar no caminho certo. Rsrsrs.
    Só um pequeno detalhe lhe escapou:
    nas duas primeiras frases "querer é não esvair-se de tentar; perdoar é não findar-se de amar" o "não" aí funcionaria como uma partícula atrativa para o reflexivo "se". Portanto, ficaria melhor: "querer é não se esvair de tentar", "perdoar é não se findar de amar".
    Mas ainda assim são apenas detalhes. Se u texto, no todo, é simplesmente brilhante.
    Um beijo em seu coração.

    ResponderExcluir

 
Explosão de vento © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects