Querido Romeu,

Como vai você? Eu estou bem.

Não fui à aula hoje. Eu sei que é o primeiro dia e essas coisas são importantes. Mas... quem liga? Não fui. Pronto.
Como está sua irmã? Ela vai bem na faculdade? E seus pais? Saudáveis? Ouvir falar de umas doenças esquisitas que andam soltas por aí... Fale para todos tomarem cuidado!
Sua cachorrinha... Ela continua ocupado espaço na sua cama? Já terminou de ler aquele livro que você tanto gostava?
Sinto saudade da sua voz, do seu cheiro, do seu abraço. Já faz muito tempo desde que eu ouvi pela última vez você sussurrar 'eu te amo'. Sinto saudade do seu sorriso, do seu riso.
De vez em quando me dá vontade de pegar um mapa, recortá-lo todinho e pregar sua casa aqui do lado da minha. Mas eu não sei se isso resolveria totalmente o problema.
Mamãe de vez em quando me diz que eu estou ficando doida. Que estou perdendo a razão. Para falar a verdade, para mim, meu problema é mesmo no coração.
Gostaria de poder te escrever no fim da tarde para te contar sobre o meu dia com os mais maravilhosos detalhes. Gostaria de poder fazer você pensar que eu estou apaixonada com a vida. Mas eu não consigo fazer isso. As palavras... Elas não gostam de mim. Então estou te escrevendo pela manhã. Não sei ao certo como será meu dia... Mas não me importo com isso. O que mais me machuca já está claro para mim: eu o passarei sem você.
Tanta coisa aconteceu desde a última vez que eu te abracei. Tanta coisa mudou desde que nós dois rimos juntos. Me disseram que você está muito diferente agora. Mas eu não acredito. Eu te conheço o suficiente para afirmar que você vai ser sempre o Romeu que eu conheci. Porque você é perfeito desse jeito.
Eu espero que você um dia possa encontrar uma outra donzela. Uma que te dê o carinho e atenção que você merece, uma que saiba demonstrar direitinho a forma como ela se sente. Uma que possa te ajudar a estudar. E espero que nesse dia, eu te veja feliz. Porque isso é tudo o que eu quero para mim; a sua felicidade. Um pequeno sorriso já é o suficiente para eu conseguir voltar a respirar.
Você provavelmente não vai chegar a ler esta carta. O correio hoje em dia está muito tumultuado. Mas eu não ligo. Eu sei que em algum lugar de você, mora um pedacinho meu. E esse pedacinho já deve ter te contado tudo o que está escrito aqui.
Bom. Tenho que ir. Me escreva de volta, se puder.
E mande lembranças à todos.
Te amo. Muito. Para sempre. De verdade. Mas isso não é suficiente para uma pessoa incrível como você. Desculpa.

Com amor,
Julietta.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Explosão de vento © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects